quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Ponto de Mutação no Cineclube Lanterninha Aurélio


Para encerrar o ciclo Documentários, o Cineclube Lanterninha Aurélio, exibe na segunda-feira, dia 22 de dezembro, às 18h, o longa-metragem “Ponto de Mutação”, do diretor Bernt Amadeus Capra.

 O filme dirigido por Bernt Amadeus Capra é baseado em sua própria história, que é  baseada por sua vez, no livro O Ponto de Mutação por seu irmão Fritjof Capra , autor do livro O Tao da Física .

A maior parte do filme é uma conversa entre três personagens: um cientista norueguês, Sonia Hoffman (interpretado por Liv Ullmann ), "a única mulher no meu departamento, o primeiro na Noruega fazendo teoria quântica de campos "; um político americano e ex-candidato presidencial, Jack Edwards (interpretado por Sam Waterston ); e poeta Thomas Harriman (interpretado por John Heard ), um ex-político de discursos , que vagueiam em torno de Mont Saint-Michel , na França. O filme serve como uma introdução à teoria de sistemas e sistemas de pensamento, enquanto insights sobre as teorias físicas modernas, como a mecânica quântica e física de partículas também são dadas.

Ponto de Mutação, 1990

Direção: Bernt Amadeus Capra

Ficção: 112 minutos

Sinopse: Uma cientista desencantada com o projeto Guerra nas Estrelas, um candidato à presidência dos Estados Unidos e um dramaturgo em crise, irão dialogar conosco, num cenário de um castelo medieval, no litoral da França, temas como: os Caminhos da Ciência, a Natureza e o Homem, Descartes, Einstein, Ecologia, Política, Física Quântica, Trazendo a expressão de um novo paradigma, uma nova visão de mundo que pode mudar nossa forma de pensar e agir.
A ciência, a natureza e o homem. Descartes, Einsten, Ecologia, Política, Física Quântica e os novos paradigmas....onde tudo isso se encaixa?

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).

 A entrada é franca.


quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Nascidos em Bordéis no Cineclube Lanterninha Aurélio


Para dar continuidade ao Ciclo “Documentários”, o Cineclube Lanterninha Aurélio exibe na segunda-feira, dia 15 de dezembro, às 18h, o longa-metragem “Nascidos em Bordéis”, dirigido por Zana Briski.

A obra é um documentário sobre os filhos de prostitutas em Sonagachi , Calcutá. O filme aclamado, escrito e dirigido por Zana Briski e Ross Kauffman , ganhou uma série de prêmios, incluindo o Oscar de Melhor Documentário em 2005.

Nascidos em Bordéis, 2006

Direção: Zana Briski

Documentário: 85 minutos

Sinopse: A fotógrafa Zana Briski e o cineasta Ross Kauffman foram à uma das regiões mais marginalizadas e pobres da Índia para quebrar tabus. Na cidade de Calcutá funciona a zona de prostituição Sonagachi, onde a fotógrafa iniciou um workshop com os filhos das garotas de programa da região. Logo, meninos e meninas acostumados com a exclusão provaram do poder transformador da arte.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).


A entrada é franca.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Dia 8 de dezembro não haverá sessão do Cineclube Lanterninha Aurélio


Em Decorrência do feriado da próxima segunda-feira, dia 8 de dezembro, não haverá sessão do Cineclube. O Cineclube volta com sua programação na segunda-feira dia 15 com o filme "Nascidos em Bordéis".

Att, CESMA

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Ciclo Documentários no Cineclube Lanterninha Aurélio


No mês de dezembro , o Cineclube Lanterninha Aurélio irá promover, o Ciclo “Documentários ”. Serão exibidos, nas segundas-feiras, filmes do gênero. O filme escolhido para abrir o mês, na segunda-feira, dia 1 de dezembro, às 18h, é o longa “A Marcha dos Pinguins”.

A obra é um documentário rodado nos arredores da base científica francesa Dumont d'Urville sobre uma parte da vida dos pingüins-imperadores: o acasalamento e a reprodução.

A Marcha dos Pinguins, 2005

Direção: Luc Jacquet

Documentário: 85 minutos

Sinopse: A cada inverno na Antártica, o local mais inabitável da Terra, milhares de pinguins imperadores abandonam a segurança do oceano e sobem para a terra congelada, na intenção de iniciar uma longa jornada rumo o interior. Em fila indiana, os pinguins marcham para o terreno de reprodução tradicional da espécie. As fêmeas permanecem no local apenas o tempo necessário para a procriação, iniciando logo após sua viagem de retorno através de 200 quilômetros de gelo rumo ao mar cheio de peixes. Os imperadores machos permanecem para guardar e chocar os ovos. Após 4 meses, nos quais os machos nada comem, os ovos começam a se partir e os filhotes a nascer. Entretanto eles apenas conseguem sobreviver por 48 horas sem comida, dependendo do retorno dos imperadores fêmeas ao local, que precisam trazer comida do oceano.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).

A entrada é franca.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Poder Sem Limites no Cineclube Lanterninha Aurélio



Para encerrar o Ciclo Inspirações, o Cineclube Lanterninha Aurélio em parceria com o Núcleo de Quadrinhistas de Santa Maria e com o Clube do Gibi, exibe na segunda-feira, dia 24 de novembro, às 18h, na CESMA,o longa “Poder Sem Limites”, do diretor Josh Trank.

Com direção de John Trank e roteiro de Max Landis, o filme é baseado em uma história criada por Trank e pelo próprio Landis. O longa traz no elenco principal os atores Dane DeHaan, Alex Russell e Michael B. Jordan. O filme é visualmente apresentado a partir da perspectiva de vários dispositivos de gravação de vídeo, principalmente a partir de uma filmadora de mão usada por Andrew para documentar os acontecimentos em sua vida.

Poder Sem Limites, 2012

Direção: Josh Trank

Ficção Científica: 84 minutos

Sinope: Após ingerir uma substância misteriosa, três amigos são surpreendidos ao ganhar superpoderes. De início eles os usam para brincar com conhecidos, mas aos poucos ganham a sensação de impunidade e passam a realizar feitos maiores. Sentindo-se invulneráveis, eles ultrapassam qualquer limite quando uma pessoa é morta.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).

A entrada é franca.


quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Lançamento Espelho Hexagonal na CESMA


A Secretaria do Estado da Cultura apresenta oficialmente o curta-metragem "Espelho Hexagonal", contemplado no 12o Prêmio IECINE, com financiamento direto do Sistema Procultura-RS
O lançamento ocorre no auditório da CESMA, em 24 de novembro, às 19h30min, logo após a sessão usual do Cineclube Lanterninha Aurélio.

O filme, produzido pela Finish Produtora, com direção de Maurício Canterle, é uma experiência atemporal, uma viagem sonora e visual através das confusas projeções da mente do protagonista Caio. Ele está sem rumo, flerta com o suicídio e precisa de ajuda para reconstruir sua própria existência. Ao seu redor, a arquitetura de uma cidade em prantos. O psiquiatra lhe oferece um copo d'água e faz anotações sobre a terapia em sua sala de estar aconchegante. Na frente do espelho, uma lembrança ressurge. Um congestionamento, uma paisagem rural, um Corcel vermelho, um violão, uma manhã de domingo. Caio deixa a barba crescer, coloca seus óculos escuros, aumenta o volume e cai na estrada em busca de si mesmo. A co-produção fica por conta das produtoras Lumaluma e Banjo Lab. Os santa-marienses Luísa Copetti e Paulo Teixeira assinam a direção de produção e Christian Lüdtke e Juliane Fossatti a produção executiva.

O filme foi em rodado nas cidades de Santa Maria e Tupanciretã, incluindo as estradas e paisagens da Região Central do RS. Como o enredo contempla a história de alguém que mora na cidade grande e retorna para sua cidade natal depois de muito tempo, as locações urbanas foram em Santa Maria e as do interior em Tupanciretã, onde também foram rodadas todas as cenas internas em uma casa antiga, cedida gentilmente pela família Abreu. Nesse percurso de produção contamos com o apoio fundamental das Prefeituras de Tupanciretã e Santa Maria, nesta, incluindo a mobilização das Secretarias de Comunicação, de Mobilidade Urbana e de Desenvolvimento, além da Guarda Municipal, Brigada Militar, Polícia Rodoviária Federal e Estadual. Esse apoio foi fundamental para viabilizar as gravações em ruas de Santa Maria e rodovias da região, como também foram ao encontro as soluções para todas as nossas demandas logísticas.
A arquitetura da cidade de Santa Maria está ligada diretamente à trajetória do protagonista. Por um conceito de direção de arte projetado por Luísa Copetti, as locações, cenários, objetos e figurinos foram retratados em um momento atemporal, o futuro do passado, ou seja, situa-se misturando diferentes décadas. A execução desse trabalho cenográfico foi possível através da parceria da AVASM (Associação dos Veículos Antigos de Santa Maria) que disponibilizaram o Corcel I, um dos principais objetos de ligação na narrativa, além dos mais de 30 carros, de diferentes épocas, utilizados no filme. Os objetos de cena foram cedidos pelas famílias da própria equipe, que trazem um pouco da história particular de cada um.

A trilha sonora original foi composta por Leandro Schirmer e Rodrigo Nassif, músicos respeitados por sua larga trajetória no cenário musical gaúcho. A parceria entre os dois foi fundamental para representar a dicotomia urbano/rural presente no roteiro, através da utilização narrativa de diferentes arranjos dos temas compostos especialmente para o filme. As melodias se mantêm, mas os arranjos vão progredindo em consonância com as transformações do protagonista, ajudando a contar a história de uma forma mais sensorial. Todas as gravações dos instrumentos e folleys se realizaram em Porto Alegre, no estúdio Old Skull, apoiador do projeto.

O roteiro é uma adaptação do poema “Espelho Hexagonal”, de Thiago Brasil (co-roteirista, natural de Tupanciretã), que apresenta o conflito de um personagem que vai amadurecendo com suas experiências, assim como acontece com os estudantes que saem de suas cidades para estudar e morar sozinhos em Santa Maria. Esse distanciamento faz com que a sua visão sobre suas famílias e sobre si mesmos se modifique. Para ser adaptado para o cinema, esse poema foi reinterpretado de forma audiovisual com esse viés, fazendo com que os espectadores percebam e se identifiquem com algumas de suas ideias e sentimentos. A evolução do personagem será diretamente relacionada com o cotidiano particular de Santa Maria, reservando surpresas pra quem conhece bem a cidade como todos nós. Além da importância de Santa Maria na narrativa, a equipe do curta-metragem foi composta basicamente por profissionais nascidos ou formados na cidade, que passaram por essa vivência, assim como o personagem.

Realização: Finish Produtora
Financiamento: Secretaria da Cultura do Estado / Sistema ProCultura-RS
Apoio: CESMA / Cineclube Lanterninha Aurélio


Lançamento Espelho Hexagonal
Local: auditório da CESMA.
Data: 24 de novembro.
Horário: 19h30min.

Defendor no Cineclube Lanterninha Aurélio


Para dar continuidade ao Ciclo Inspirações, o Cineclube Lanterninha Aurélio em parceria com o Núcleo de Quadrinhistas de Santa Maria e com o Clube do Gibi, exibe na segunda-feira, dia 17 de novembro, às 18h, na CESMA,o longa “Defendor”, do diretor Peter Stebbings.

A história do filme fala de um homem mentalmente doente que adota a personalidade de um super-herói da vida real chamado Defendor. Saí em uma busca para encontrar o seu arqui-inimigo, o Capitão da Indústria. Defendor, foi escrito em 2005 e filmado em janeiro de 2009 em Toronto e Hamilton , Ontáriom e teve seu lançamento na América do Norte em 19 de fevereiro de 2010. Ele também foi lançado em DVD em 13 de abril de 2010 .

Defendor, 2009

Direção: Peter Stebbings

Comédia, Drama, Policial: 95 minutos

Sinopse: Arthur Poppington é um homem comum que acredita ser um super-herói, assumindo a personalidade secreta Defendor. Ele patrulha as ruas da cidade à noite em busca de seu arquiinimigo, Capitão Indústria, um traficante de drogas e armas que ele erroneamente culpa pela morte de sua mãe. Em suas tentativas de combater o crime, Poppington faz amizade com a jovem prostituta Katerina Debrofkowitz. Armado com artilharia não convencional de confusão em massa e sem medo de arriscar a própria vida, Defendor prova que qualquer pessoa é capaz de fazer a diferença.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).

A entrada é franca.


quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Darkman no Cineclube Lanterninha Aurélio


Para dar continuidade ao Ciclo Inspirações, o Cineclube Lanterninha Aurélio em parceria com o Núcleo de Quadrinhistas de Santa Maria e com o Clube do Gibi, exibe na segunda-feira, dia 10 de novembro, às 18h, na CESMA,o longa “Darkman”, do diretor Sam Raimi.

Inspirado em personagens como O Sombra e Spirit, o cineasta criou um vigilante desfigurado que busca a desforra contra os homens que arruinaram sua vida. O personagem surgiu da vontade de Raimi em querer adaptar um personagem dos quadrinhos para o cinema. Quando não conseguiu os direitos para tanto, resolveu criar o seu próprio. Curiosamente, Darkman acabou fazendo o caminho contrário. Surgiu no cinema e, depois, devido ao sucesso e do crescente status cult, migrou para os quadrinhos, em séries da Marvel Comics.

Darkman,1990

Direção: Sam Raimi

Ação, Ficção Científica, Drama: 96 minutos

Sinopse: Peyton Westlake (Liam Neeson) é um cientista que descobriu recentemente uma pele sintética. Peytoné atacado por uma quadrilha e dado como morto, mas ele sobrevive e graças ao seu invento pode se vingar, pois pode ter qualquer rosto. Mas há um problema: a pele sintética só dura 99 minutos quando é exposta à luz.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).


A entrada é franca.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Ciclo Inspirações no Cineclube Lanterninha Aurélio

                          



Os heróis dos quadrinhos irão invadir a Cooperativa de Estudantes de Santa Maria (CESMA) no mês de novembro. Trata-se da 7ª edição do Cineclube Quadrinhos S.A., organizado pelo Núcleo de Quadrinhistas de Santa Maria (Quadrinhos S.A.) e pelo Clube do Gibi, em parceria com o Cineclube Lanterninha Aurélio e CESMA


Com o tema “Inspirações”, serão exibidas obras que apresentam uma relação com os quadrinhos, que foram produzidas diretamente para as telas do cinema, não sendo adaptações de histórias em quadrinhos já publicadas. Os filmes que serão exibidos durante esse ciclo, serviram de fonte de inspiração para os quadrinhos e novas produções. Ao final das exibições serão sorteados brindes para o público.

O filme que iniciará o Ciclo, na segunda-feira, dia 3 de novembro, às 18h, na CESMA, será “Super”, do diretor James Gunn. A produção é um filme americano de comédia-drama de super-herói , escrito e dirigido por James Gunn , estrelado por Rainn Wilson , Ellen Page , Liv Tyler , Kevin Bacon e Nathan Fillion .

Super, 2010

Direção: James Gunn

Comédia, Drama: 96 minutos

Sinopse: Depois que Frank (Rainn Wilson) perde sua esposa para um traficante de drogas muito mais charmoso que ele, é hora de agir. Ele decide se transformar em um super-herói e escolhe Crimson Bolt, com a ajuda de Libby (Ellen Page), que também vira uma heroína. Os dois saem pela cidade para combater os crimes da forma mais bizarra possível, e possuem pouca ou nenhuma habilidade para salvar o mundo.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).

A entrada é franca.




quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Esta noite encarnarei no teu cadáver no Cineclube Lanterninha Aurélio


Para encerrar o Ciclo Meia-Noite, o Cineclube Lanterninha Aurélio exibe na segunda-feira, dia 27 de outubro, às 18h, “Esta noite encarnarei no teu cadáver”, dirigido por José Mojica Marins.
 O longa é protagonizado e dirigido por José Mojica Marins, que encarna seu famoso personagem Zé do Caixão. O filme é uma continuação de À Meia-Noite Levarei Sua Alma de 1963.

Esta noite encarnarei no teu cadáver, 1967

Direção: José Mojica Marins

Terror: 95 minutos

Sinopse: Zé do Caixão tenta encontrar, num povoado onde é agente funerário, a donzela que lhe dará o filho perfeito, convencido de que a única forma de imortalidade é a do sangue. Com a ajuda do fiel criado Bruno, rapta seis moças do lugarejo, e, enquanto a polícia as procura e o clero tenta apaziguar o povo enfurecido, ele faz o teste do medo: só uma donzela não se aterroriza ante o ataque de tarântulas no meio da noite. Será esta a escolhida? As outras serão entregues à volúpia do criado hediondo de Zé, ou colocadas num poço cheio de cascavéis. Uma das vítimas jura que encarnará no cadáver do sádico. Este põe sua favorita em liberdade e sai em busca de outra donzela. Atrai a seu antro de horrores uma recém-chegada e a mantém sob domínio místico. Com ela terá o seu filho. Durante a noite, Zé tem um pesadelo: a Morte leva-o a um cemitério, onde cadáveres saem das tumbas e o puxam para o inferno. Corredores de gelo, onde homens e mulheres ensanguentados são permanentemente torturados por carrascos do rei das trevas, de quem Zé do Caixão identifica sua própria fisionomia. As suas vítimas aparecem, ameaçadoramente, e Zé acorda. Sua mulher não suportará o parto e sucumbe. Sua esperança de perpetuar seu ser se desvanece, e Zé do Caixão profere blasfêmias contra os homens e suas divindades, no momento em que o povo, revoltado, sai em seu encalço. Depois de escapar de um atentado, Zé penetra num pântano e morre diante do povo e das autoridades, quando os esqueletos de suas vítimas boiam à superfície. Estava cumprido o juramento da donzela que ele sacrificara.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).


A entrada é franca.

                      


quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Nova série da TV OVO no Lanterninha


 Após a sessão do Cineclube que será exibido na segunda-feira, dia 20 de outubro, às 18h, na CESMA, o Cineclube Lanterninha Aurélio irá exibir a nova série da TV OVO, Espaços Culturais que terá início às 19h:30min.

São sete vídeos que mostram locais onde se produz ou se apresentam, constantemente, arte: a Escola Municipal de Artes Eduardo Trevisan, Royale Escola de Dança e Integração Social, Centro Integrado de Cultura Evandro Behr, Teatro Caixa Preta, Museu Comunitário Treze de Maio, Cineclubes de Santa Maria e Espaço Victorio Faccin.

Já é possível conferir os vídeos (que estão sendo postados semanalmente) no Canal da TV OVO no YouTube. Vídeos e informações no site da TV OVO: tvovo.org


A entrada é franca.

À meia-noite levarei sua alma no Cineclube Lanterninha Aurélio


Para dar continuidade ao Ciclo Meia-Noite, o Cineclube Lanterninha Aurélio, exibe na segunda-feira, dia 20 de outubro, às 18, na CESMA, o longa “À meia-noite levarei sua alma”, do diretor José Mojica Marins.

Primeira aparição do personagem Zé do Caixão criado por Mojica inspirado em uma figura que aparecia em seus pesadelos.

Foi vencedor do Prêmio L'Ecran Fantastique pela originalidade, Prêmio Tiers Monde da imprensa na Convention du Cinema Fantastique e Prêmio Especial no Festival de Cine Fantástico y de Terror de Sitges.2

À meia-noite levarei sua alma, 1964

Direção: José Mojica Marins

Terror: 84 minutos

Sinopse: O cruel e sádico coveiro Zé do Caixão, temido e odiado pelos moradores de uma cidadezinha do interior está obcecado em conseguir gerar o filho perfeito, aquele que possa dar continuidade ao seu sangue. A sua mulher não consegue engravidar e ele acredita que a namorada do seu melhor amigo é a mulher ideal que procura. Violada por Zé do Caixão, a moça quer cometer suicídio para regressar do mundo dos mortos e levar a alma daquele que a violou. A saga de Zé do Caixão continuará em Esta noite encarnarei no teu cadáver.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).

A entrada é franca.





quinta-feira, 9 de outubro de 2014

O Despertar da Besta no Cineclube Lanterninha Aurélio

                                        
Para dar continuidade ao Ciclo Meia-Noite, o Cineclube Lanterninha Aurélio, exibe na segunda-feira, dia 13 de outubro, às 18, na CESMA, o longa “O Despertar da Besta”, do diretor José Mojica Marins.

O despertar da besta acaba por se revelar um filme extremamente antenado com sua época, da popularização do rock’n’roll e da liberação sexual (vistos com um certo preconceito) e das drogas, que, apesar da reducionista impressão inicial, acabam por não ser satanizadas, quando o médico apresenta como conclusão de seu estudo o fato de não serem elas as responsáveis pela perversão de seus usuários, mas apenas como fator de liberação de suas frustrações. O surreal nunca pareceu tão verdadeiro. Vetado pela Censura Federal mesmo após inúmeros cortes, o filme permanece inédito nas telas de cinema até hoje.

O Despertar da Besta, 1969

Direção: José Mojica Marins

Terror, Suspense: 91 minutos

Sinopse: Na primeira parte do filme, filmado em preto-e-branco, Dr. Sérgio, um psiquiatra, aparece em um programa de televisão sobre um painel com outros três psiquiatras contemporâneos depois que ele alega ter realizado experimentos em quatro voluntários viciados em drogas com LSD a fim de investigar sua afirmação de que a perversão sexual é causada pelo uso de drogas ilícitas. Como prova, ele apresenta uma série de relatos documentados do uso de drogas levando a atos sexuais obscenos e bizarros. Marins aparece (como ele mesmo) no painel com os psiquiatras como se fosse algum tipo de especialista no assunto da depravação. Durante o programa, Dr. Sérgio narra a experiência de seus colegas no painel, que contestam suas afirmações.

Dr. Sérgio reúne os quatro voluntários, e depois de receberem uma injeção, os voluntários (quatro usuários de drogas vistos nos segmentos anteriores) são instruídos a olharem fixamente para um cartaz do filme O Estranho Mundo de Zé do Caixão. O filme muda de preto-e-branco para colorido e a experiência de cada paciente é vividamente retratada em uma série de cenas surreais.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).


A entrada é franca.

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Ciclo "Meia-Noite" no Cineclube Lanterninha Aurélio


Homenagem a Zé do Caixão no Lanterninha Aurélio
Neste mês, o Cineclube Lanterninha Aurélio irá homenagear o personagem “Zé do Caixão”, do diretor e ator José Mojica Marins. Este ano o personagem de José Mojica comemora 50 anos.

Embora Mojica seja conhecido principalmente como diretor de cinema de terror, teve trabalhos anteriores cujos gêneros variavam entre faroestes, dramas, filmes de aventura, dentre outros, incluindo filmes do gênero pornochanchada, no Brasil, durante aquela época. Mojica desenvolveu um estilo próprio de filmar que, inicialmente desprezado pela crítica nacional, passou a ser reverenciado após seus filmes começarem a ser considerados cult no circuito internacional. Mojica é considerado como um dos inspiradores do movimento marginal no Brasil.


Para dar início ao ciclo “Meia-Noite”, o Cineclube Lanterninha Aurélio em, exibe na segunda-feira, dia 6 de outubro, às 18h, o longa “ Finis Hominis”, do diretor José Mojica Marins.

A galeria de tipos criados por José Mojica Marins em Finis Hominis (1971) é talvez um dos aspectos mais extraordinários neste filme atípico de sua carreira. Mojica, até então prisioneiro de Zé do Caixão, reage inventando a figura lunática do profeta Finis Hominis. Sua performance é praticamente igual – o mesmo olhar, a mesma barba, o mesmo tom de voz apocalíptico e as mesmas unhas vampirescas. Mas neste filme, Mojica é uma espécie de anti-Zé do Caixão. E, se em O Estranho Mundo de Zé do Caixão, no episódio Ideologia, o seu duplo Oãxiac Odez comparava-se a Deus buscando a comprovação de suas teorias no espaço de sete dias, em Finis Hominis o personagem de Mojica é a encarnação de um “cristo” absolutamente brasileiro.         

Finis Hominis, 1971


Direção: José Mojica Marins

Terror: 79 minutos


Sinopse:
Um homem completamente nu emerge do mar e caminha tranquilamente pelas ruas da cidade, causando espanto geral e interferindo de várias maneiras em episódios cotidianos, sempre em busca da justiça. Por acaso, evita o rapto de uma criança e a mãe da menina, em reconhecimento, leva-o para casa e lhe dá uma roupa, que ele mesmo escolhe dentre muitas - uma fantasia. Fantasiado, continua sua caminhada pelas ruas, chamando novamente sobre si a atenção de todos que o tomam como um novo Cristo. Assumindo o nome Finis Hominis ("O Fim do Homem" em latim), ele é tido pela população como um messias moderno, capaz de operar milagres.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).


A entrada é franca.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

"Tatsumi" no Cineclube Lanterninha Aurélio


Para encerrar o Ciclo Animações Japonesas- Memórias: Construção da identidade, o Cineclube Lanterninha Aurélio em parceria com o grupo Shin Anime Dreamers, exibe na segunda-feira, dia 29 de setembro, às 18h, o longa “Tatsumi”, dirigido por Eric Khoo.

O filme é baseado no mangá livro de memórias A Drifting Life e nas cinco obras anteriores do artista de mangá japonês Yoshihiro Tatsumi .A obra é uma produção de Singapura com diálogos em japonês, e foi animado na Indonésia.

Tatsumi, 2011

Direção: Eric Khoo

Biografia: 98 minutos

Sinopse: O filme acompanha a carreira de Yoshihiro Tatsumi , como ele começa a trabalhar como artista de quadrinhos no pós-guerra. Encontra seu ídolo Osamu Tezuka , e inventa o gekiga gênero dos quadrinhos japoneses para adultos. Entrelaçada com o material biográfico são segmentos baseado em contos de Tatsumi "Inferno", "macaco Amado", "Just a Man", "Good-Bye" e "Ocupado".

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).


A entrada é franca.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

The Dark Knight no Cineclube Lanterninha Aurélio




Para dar continuidade ao Ciclo Animações Japonesas- Construção da Identidade, o Cineclube Lanterninha Aurélio em parceria com o grupo Shin Anime Dreamers , exibe na segunda-feira, dia 22 de setembro, às 18h, o longa “The Dark Knight”, dirigido por Jay Oliva.

O longa é uma adaptação de 1986 dos quadrinhos The Dark Knight Returns por Frank Miller . Foi dirigido por Jay Oliva , que trabalhou como artista de storyboard em Man of Steel , Batman: Year One e Batman: Under the Red Hood.

The Dark Knight, 2012

Direção: Jay Oliva

Animação: 76 minutos

Sinopse: Dez anos depois de ter envelhecido, o Batman se aposentou, e Gotham City está afundada na mais profunda decadência e ilegalidade . Agora, quando a sua cidade mais precisa dele , o Cavaleiro das Trevas retorna em um momento de glória. Auxiliado por Carrie Kelly, uma garota adolescente na versão “Robin”, Batman leva a heroína para as ruas para acabar com a ameaça das gangues mutantes que tenham invadido a cidade. Depois de enfrentar seus dois maiores inimigos, Coringa e Duas-Caras , pela última vez , Batman encontra-se em um combate mortal com seu ex-aliado , Superman, em uma batalha que apenas um deles sobreviverá.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).

A entrada é franca.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

The End of Evangelion no Cineclube Lanterninha Aurélio


Para dar continuidade ao Ciclo Animações Japonesas- Construção da Identidade, o Cineclube Lanterninha Aurélio em parceria com o grupo Shin Anime Dreamers , exibe na segunda-feira, dia  15 de setembro, às 18h, o  longa escolhido através de votação “ The End of Evangelion”, do diretor Hideaki Anno.
 O filme apresenta um final alternativo para a série anime Neon Genesis Evangelion. Ele foi criado para substituir ou complementar o final original nos episódios 25 e 26 da série original (existem debates sobre exatamente como os dois finais se encaixam).

The End of Evangelion, 1997

Direção: Hideaki Anno

Animação, Ficção científica, Ação: 87 minutos

Sinopse: Com a morte do Ultimo Anjo, as atenções de Gendo Ikari giram em torno da organização Seele, cada um deles querendo iniciar o Terceiro Impacto sob seu próprio controle. Através do controle da Seele sobre as Nações Unidas a organização ordena um ataque em massa a Tokyo-3 pela JSSDF e com ordens de não deixar sobreviventes na Nerv. Asuka, pilotando a Unidade 02, consegue deter o avanço da JSSDF, forçando a Seele a enviar os nove Evas de Produção em Massa contra Asuka. Depois de uma batalha titânica, a Unidade 02 é brutalmente destruída, matando Asuka. Enquanto isso, Misato continua lutando contra a invasão da JSSDF ao HQ da Nerv para conseguir levar Shinji até a Unidade 01. Rei funde-se com o Adão embrionário e depois com Lilith, rejeitando Gendo, logo em seguida e instigando o Terceiro Impacto e a Instrumentalidade Humana usando a Unidade 01, os Evangelions de Produção em Massa e a Lança de Longinus. Depois de examinar o significado de sua vida junto com com Rei/Lilith, Shinji decide rejeitar a Instrumentalidade, e retornar ao mundo, embora isso signifique que, mais cedo ou mais tarde ele será magoado novamente. Algum tempo depois, Shinji acorda deitado em uma praia em frente a um Mar de LCL formado pela Instrumentalidade e com Asuka viva ao seu lado.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).


A entrada é franca.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Sennen Joyu no Cineclube Lanterninha Aurélio

                                
Para dar continuidade ao Ciclo Animações Japonesas- Construção da Identidade, o Cineclube Lanterninha Aurélio em parceria com o grupo Shin Anime Dreamers , exibe na segunda-feira, dia  8 de setembro, às 18h, o  longa “Sennen Joyu-Millennium Actress”, dirigido por Satoshi Kon.

A animação conta a história de um documentarista investigando a vida de uma atriz de idosos em que a realidade e o cinema se confundem. Ele baseia-se na vida do Setsuko Hara e Hideko Takamine.

Sennen Joyu, 2001

Direção: Satoshi Kon

Animação, Drama, Romance, Fantasia, Comédia: 87 minutos

Sinopse: Chiyoko, sem dúvida uma das mais belas personagens de anime, é uma já velha atriz, que será entrevistada por um documentarista. Ela conta a sua vida e o porquê de ter se tornado atriz. Chiyoko ainda menina, um dia, choca-se com um homem que fugia da polícia. Ferido, ela o leva para a loja da família. No dia seguinte ela encontra-se com esse homem, que segura uma chave e entrega a ela dizendo que aquela é a chave para coisa mais importante que existe.

A partir daí o homem é obrigado a fugir e Chiyoko torna-se atriz na esperança de um dia encontrá-lo novamente.

A beleza do filme está na forma como é contado. A realidade da vida e a fantasia dos filmes de Chiyoko misturam-se de forma magistral durante a narração para contar a vida da atriz e, ao fim, o telespectador pode perceber qual é "a coisa mais importante que existe" a qual aquele homem se referira.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).

A entrada é franca.


quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Ciclo das Animações Japonesas no Cineclube Lanterninha Aurélio


No mês de setembro, o Cineclube Lanterninha Aurélio apresenta, nas segundas-feiras, o Ciclo Animações Japonesas- Memórias: Construção Da identidade. Este Ciclo será realizado em parceria com o grupo Shin Anime Dreamers. O filme escolhido para abrir o mês, na segunda-feira, dia 1 de setembro, é o longa “Cowboy Bebop: Knockin' on Heaven's Door”.

Baseado na série de televisão de 1998, o anime Cowboy Bebop criado por Hajime Yatate , faz o filme servir como um follow-up que acontece entre os episódios vinte e dois e vinte e três da série de televisão. O enredo gira em torno do caçador de recompensas de Spike Spiegel e sua crewmates a bordo da nave espacial Bebop em seus esforços para encontrar um terrorista criminoso que está planejando lançar um patógeno desconhecido em Marte.

Cowboy Bebop: Knockin' on Heaven's Door, 2001

Direção: Shinichiro Watanabe

Animação, Ação, Ficção científica: 116 minutos

Sinopse: O ano é 2071, poucos dias antes do Halloween. Patógeno conhecido está sendo lançado na capital de Marte, e que o governo emitiu uma recompensa de 300 milhões de woolong, a maior recompensa na história, para a captura de quem está por trás disso. O caçador de recompensas tripulação da nave Bebop ; Spike, Faye, Jet, Ed e Ein, levar o caso com a esperança de descontar na grande generosidade. Mas o mistério que envolve o homem responsável, Vincent Volaju, vai mais fundo do que jamais imaginou, e eles não são os únicos a caça-lo. Os criadores originais do patógeno ter despachado um agente chamado Elektra para lidar com Vincent, bem como tirar alguém que possa descobrir a verdade por trás de sua cruzada assassina contra o governo de Marte. Como a caça ao homem sem passado e sem futuro continua a crescer, o destino de Marte é do Bebop tripulação, uma responsabilidade que eles não têm tanta certeza que eles podem lidar.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).

A entrada é franca.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Blade Runner no Cineclube Lanterninha Aurélio


Para encerrar o ciclo Ficção Científica, o Cineclube Lanterninha Aurélio, exibe na segunda-feira, dia 25 agosto, o longa-metragem “Blade Runner”, do diretor Ridley Scott.

O roteiro, escrito por Hampton Fancher e David Peoples, é vagamente baseado no romance Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas?, de Philip K. Dick.

O filme é uma fina ironia acerca das questões fundamentais que afligem a espécie humana e, é exatamente neste ponto, sob o espectro da moral, da ética e da busca do sentido para a vida, é que as pessoas acabam fazendo com os Replicantes tudo aquilo que as fazem sofrer e o que lhe acarretam as mazelas e vicissitudes da vida.

Blade Runner, 1982

Direção: Ridley Scott

Ficção científica: 117 minutos

Sinopse: o início do século XXI, uma grande corporação desenvolve um robô que é mais forte e ágil que o ser humano e se equiparando em inteligência. São conhecidos como replicantes e utilizados como escravos na colonização e exploração de outros planetas. Mas, quando um grupo dos robôs mais evoluídos provoca um motim, em uma colônia fora da Terra, este incidente faz os replicantes serem considerados ilegais na Terra, sob pena de morte. A partir de então, policiais de um esquadrão de elite, conhecidos como Blade Runner, têm ordem de atirar para matar em replicantes encontrados na Terra, mas tal ato não é chamado de execução e sim de remoção. Até que, em novembro de 2019, em Los Angeles, quando cinco replicantes chegam à Terra, um ex-Blade Runner (Harrison Ford) é encarregado de caçá-los.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).

A entrada é franca.




quinta-feira, 14 de agosto de 2014

O Planeta Dos Macacos no Cineclube Lanterninha Aurélio

              

Para dar continuidade ao Ciclo Ficção Científica, o Cineclube Lanterninha Aurélio, exibe na segunda-feira, dia 18 de agosto, às 18, na CESMA, o longa “O Planeta Dos Macacos’’, do diretor Franklin J. Schaffner.
Baseado no romance de Pierre Boulle, La planète des singes e estrelado pelo ator Charlton Heston, o enredo se baseia na experiência de um astronauta sobrevivente de uma missão espacial, que aterrissa em um planeta igual a Terra e descobre que uma raça de macacos falantes domina e escraviza seres humanos, que são mudos.
A cena final do filme é antológica e marcou a história do cinema sendo o filme considerado um libelo anti-Guerra Fria.

O Planeta Dos Macacos, 1968

Direção: Franklin J. Schaffner

Ficção Científica, Aventura: 112 minutos

Sinopse: George Taylor (Charlton Heston), um astronauta americano, viaja por séculos em estado de hibernação. Ao acordar, ele e seus companheiros se vêem em um planeta dominado por macacos, no qual os humanos são tratados como escravos e nem mesmo tem o dom da fala.

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).

A entrada é franca.


quinta-feira, 7 de agosto de 2014

A Mosca no Cineclube Lanterninha Aurélio



                    
 
Para dar continuidade ao Ciclo “Ficção Científica”, o Cineclube Lanterninha Aurélio exibe na segunda-feira, dia 11 de agosto, o longa-metragem “A Mosca”, dirigido por David Cronenberg.

The Fly ganhou o Óscar de Melhor Caracterização em 1987.1 No mesmo ano, o filme também ganhou o Saturn Award de Melhor Ator, Jeff Goldblum; Melhor Filme de Terror; e Melhor Caracterização, Chris Walas. Também foi indicado, na mesma premiação, para Melhor Atriz, Geena Davis; Melhor Diretor, David Cronenberg; e Melhor Trilha Sonora, Howard Shore. Foi nomeado duas vezes na BAFTA em 1988, para Melhor Caracterização e Melhores Efeitos Especiais.


A Mosca, 1986

Direção: David Cronenberg

Ficção Científica, Terror: 96 minutos

Sinopse: O cientista Seth Brundle (Jeff Goldblum) testa uma máquina de teletransporte de matéria e inadvertidamente permite que uma mosca entre na câmara junto com ele. Quando se dá a reintegração, o DNA de Seth funde com o do inseto, dando início a uma perigosa mutação genética. A transformação é testemunhada pela jornalista Veronica Quaife (Geena Davis).

As sessões acontecem às 18h, na CESMA (Professor Braga, 55).

A entrada é franca.